RECOMEÇO

RECOMEÇO
CLARA LIBE

Páginas

sábado, janeiro 12, 2013

ESSE FILME TODO PROFESSOR TEM QUE ASSISTIR ...


Sobre o Filme: Como Toda Estrela No Céu Toda Criança É Especial


Um filme único, onde todos os sentimentos se sobrepõem, todas as partes retratam na experiência de vida daquele professor de educação especial e daquele menino Ishaan Awashi.
Este filme mostra outra forma de ver o mundo, me faz pensar no que acredito e se a a minha maneira de agir é mais correta.

No início do filme quando os professores insistiam que Ishaan Awashi não queria aprender por não querer estudar, e nem se querer se preocupavam pelo motivo que o levava a ter um aproveitamento insatisfatório, fez-me pensar com tristeza que nos dias de hoje ainda existem professores que agem de maneira incompreensível com seus alunos.
Esse filme deve ser visto por todos os educadores/professores para repensarem a sua maneira de ser (professor/educador) e o modo como olham para cada criança. Todas são diferentes, todas têm diferentes necessidades que devem ser tratadas com carinho e dedicação, mas todas elas são especiais.

Cada vez mais os professores de hoje devem estar mais alerta para todos os sinais que as crianças mostram em relação à aprendizagem. Uma criança deve ser tratada com carinho e ser levada ao aproveitamento de forma motivadora, como o professor Nikumbh fez a Ishaan, foi ao encontro dos seus interesses e desse ponto de partida abriu novos horizontes e outra forma de fazer ver a sua vida sem ser a da crueldade a que estava habituado.

Emocionei-me bastante ao ver este filme ao ver aquele professor com um enorme coração a estender a mão a Ishaan. Um filme deve ser trabalho com toda equipe escolar e pais. Toda criança têm o direito à igualdade e, sobretudo de ser feliz.
Dica: Reúnam-se na escola, ou em casa, e tirem este momento para todos, e deixem-se levar pelo filme. Acredite: será uma experiência gratificante e enriquecedor.

RETIREI DO BLOG DA REGINA GREGÓRIO -http://reginapsicopedagoga.blogspot.com.br/

 

Resenha do Filme

 O filme conta a história de um garoto de 9 anos chamado Ishaan Awasthide que enfrenta sérias dificuldades de aprendizado devido ao fato de ter dislexia, porém seus pais e professores ignoram totalmente o fato. As letras dançam na sua frente ele não consegue compreender e nem se focar nas aulas, já foi reprovado uma vez e corre o risco de ser reprovado mais uma vez.
          Seu pai um homem extremamente rude pensa que o problema do garoto é apenas falta de disciplina, incompreendido o garoto sofre um verdadeiro tormento, para esconder a frustração ele se esconde atrás de travessuras querendo de alguma forma chamar a alguma atenção além de constantemente viver num mundo de sonhos e fantasias onde sua realidade é menos dura.
          Apesar de todos desacreditarem dele ele possui um talento, sua paixão a pintura, e apesar de não saber ler nem escrever faz lindos e criativos desenhos. Devido ao fato de não compreender as lições e sempre fazer travessuras é constantemente punido por indisciplina, mas as coisas ficam feias quando seu pai é chamado na escola por ele ter falsificado um documento, diante disso sem ao menos dar oportunidade a mãe do garoto para manifestar sobre opinião, o pai resolve manda-lo para um colégio interno, Ishaan implora e chora para não ir tudo em vão.
          Longe da família, ele se isola ainda mais perdendo totalmente a vontade de aprender e viver refugiando-se num mundo de tristeza, dor e de falta de vontade de viver, mas sua sorte começa a mudar quando um professor muda-se e um novo é contratado.
          O novo professor, ao contrário dos outros contagiava todos com sua alegria e surpreende-se ao ver um desenho de  Ishaan, que tinha se tornado um garoto calado que deixava sempre a folha em branco, com sua alta sensibilidade e por se importar com o próximo logo o professor substituto percebeu que algo estava errado com Ishaa, o garoto estava visivelmente enlouquecendo, mas aquele querido professor queria salvar o garoto.
“Como Estrelas na Terra – Toda Criança é Especial” deve ser visto, e é capaz de fazer chorar até o mais durão dos marmanjos.
(imagem divulgação)
        
Todo educador deixa sua marca no aluno. Que  marca você gostaria de deixar aos seus alunos?

0 comentários: