Páginas

terça-feira, dezembro 09, 2014

quinta-feira, outubro 02, 2014

PROJETO: BRINK-CALCULANDO



 ESTE ANO EM NOSSA ESCOLA, TRABALHAMOS UM PROJETO VOLTADO A MATEMÁTICA, EM QUE TIVEMOS QUE CRIAR , ADAPTAR , FAZER , JOGUINHOS USANDO AS 4 OPERAÇÕES , FORMAS GEOMÉTRICAS, CORES , ENFIM TUDO O QUE SE REFERE A MATEMÁTICA , APROVEITANDO TAMBÉM PRA TRABALHAR AS ATIVIDADES DO PACTO.
AQUI AS PROFESSORAS ESTAVAM APRESENTANDO OS JOGOS TRABALHADOS EM SALA  DE AULA COM SEUS ALUNOS , AOS DEMAIS PROFESSORES DA ESCOLA , JUNTAMENTE PARA O PESSOAL DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO...  MUITO BOM !

5 dicas para ajudar os filhos na tarefa de casa

5 dicas para ajudar os filhos na tarefa de casa
As tarefinhas de casa sempre precisam de uma mãozinha dos pais, seja na cobrança, na manutenção das atividades em dia ou até alguma dúvida que os filhos tenham em determinadas questões.
Como ajudar a criança, sem tirar a sua responsabilidade de aprender a lidar sozinho com os compromissos? Vamos saber de algumas dicas para ajudar os pequenos estudantes nesta hora.
1 – Local adequado para as tarefas
É importante a criança ter um lugar reservado para fazer as atividades escolares. O local deve ser claro, arejado e limpo. Com os objetos necessários por perto, como lápis, cadernos, livros, dicionário, etc.
No próprio quarto da criança é possível separar um cantinho e montar uma mesinha de estudo, faça o possível para que nesta hora a criança fique longe da TV ou do vídeo game, a concentração é um ganho para a execução.
2 – Horário para atividades
A disciplina pode ser a chave do sucesso. Saber organizar o tempo é uma questão determinante para o bom desempenho escolar. Ajude a criança a montar um horário, em que seja possível brincar e estudar.
De acordo com a idade, as demandas escolares podem ser maiores e o horário de estudo pode aumentar conforme for a cobrança de estudo. É necessário a criança entender que há tempo para tudo e que todo dia é dia de estudar.
3 – Mantenha o ritmo do estudo
 Com o horário pronto, afixe em local visível, para que todos na casa saibam quando a criança deve estar fazendo as tarefas e não atrapalhar a divisão de horário. Faça-a entender  a importância de manter o ritmo para ter bons resultados. E  com o estudo em dia, além das notas boas, as férias estarão garantidas mais cedo.
Varie também as formas de exercícios, caso o aluno esteja fraco em determinada matéria, procure atividades diferenciadas para gerar entusiasmo, use a tecnologia e aproxime a criança. Por exemplo, caso tenha dificuldade no inglês, faça exercícios on line, há cursos de inglês na net com dicas de exercícios online. Caso a dificuldade seja em matemática, procure jogos educativos que treinem alguns assuntos específicos, será divertido tentar outras maneiras de estudar.
4 – Tire as dúvidas, mas incentive o raciocínio
Algumas dúvidas sobre determinados assuntos podem ser tiradas em casa ou anotadas para serem mostradas ao professor, mas sempre incentive a criança a raciocinar e buscar informações nos livros. Isto evita o vício de receber as respostas prontas dos pais.
5 – Valorize os acertos

Sempre acompanhe as tarefas, se tiver mais tempo, olhe e confira os acertos e erros. Elogie o que foi feito corretamente e peça para ser refeito as questões erradas, não através de críticas, informe que os erros também ajudam a aprender e com a repetição o entendimento será melhor.
 

segunda-feira, setembro 22, 2014

Como fazer o transporte dos filhos com segurança

Como fazer o transporte dos filhos com segurança
Passear de carro ou fazer viagens com crianças a bordo sempre requer um planejamento e medidas de segurança que garantam o conforto dos pequenos.
Pegar a estrada com os filhos como passageiros exige dos pais o seguimento de algumas regras de transporte de crianças. Para a assegura que os pequenos estejam seguros dentro do automóvel as cadeirinhas foram designadas de acordo com a idade e com o uso correto a família pode viajar com mais tranquilidade e controle.
Uma regra básica é que toda criança com menos de 10 anos deve sempre ir no banco traseiro. Nem para percursos curtos essa regra pode ser rompida, por isso é importante os pais ou responsáveis manterem o controle e nunca deixarem os pequenos no banco da frente antes dos 10 anos.
Para as menores ainda, há assentos especiais para cada período. O bebê-conforto por exemplo é destinado a crianças que ainda não tem o controle do tronco, ou seja, que não ficam sentadas sozinha. Esse detalhe faz reduzir os riscos de traumas ou colisões na coluna.
É relevante o dono do automóvel saber colocar corretamente o assento no banco de trás para que bebê-conforto desempenhe o papel de segurança corretamente.
O assento conversível é outra forma de garantir a segurança dos pequenos, neste caso é indicado para crianças com mais de 9 kilos, mas que ainda não completaram 1 ano de idade. A cadeirinha de segurança é para crianças que tem cerca de 18 kilos, a cadeirinha deve ser colocada na posição do sentido original dos bancos.
Outro caso é o assento de elevação, aqui a criança já tem ultrapassado os requisitos para usar as cadeirinhas, mas mesmo assim ainda não dispõe da altura para sentar e usar o cinto de segurança. Por isso o assento de elevação dá um suporte para a altura da criança, geralmente com 10 anos ou com cerca de 36 quilos.
Atendendo esse requisitos a família preza pela segurança dos filhos e evita acidentes, e também guarda a segurança mesmo dentro do carro. Outras medidas sempre devem ser atendidas. Até quando for fazer um seguro de carro é sempre bom verificar que serviços são incluídos e usa-los como revisões periódicas, sempre mantenha o óleo do freio e do motor limpo e renovado, os pneus sempre calibrados, detalhes que também evitam acidentes.


segunda-feira, setembro 15, 2014

COMO MELHORAR A ALIMENTAÇÃO DAS CRIANÇAS




Como melhorar a alimentação das crianças
A infância corresponde a um período de desenvolvimento de hábitos. A alimentação é uma das rotinas que se destacam e resultam diretamente na qualidade de vida do indivíduo. Por isso tão importante é valorizar a relação da criança e dos alimentos, os benefícios e as consequências para a saúde.
Após o período de aleitamento materno é necessário introduzir os primeiros alimentos na dieta da criança, e no decorrer do seu amadurecimento faze-la se acostumar com diversos sabores. O papel dos pais é de grande importância na construção dos hábitos e que podem permanecer na vida adulta. Algumas dicas servem para ajudar nessa fase.
Evite brigas, tente variar as receitas
Diante da birra das crianças quando não aceitam um tipo de alimento, os responsáveis devem evitar forçar os filhos a comer. O mais indicado é tentar oferecer o alimento de forma variada ou em receitas que tragam o ingrediente de maneira distinta. Repetir a oferta em outra situação e não desistir, a substituição deve sempre ser feita com outro alimento igualmente saudável.
Respeite a hora de comer
O costume de comer à mesa é muito salutar em relação a disciplina para a criança, é também uma oportunidade de compartilhar em família o ato de se alimentar. As crianças observam muito o que faz parte dos costumes alimentares dos adultos e tem uma tendência a copiar. Aproveite para fazer dessa parte do dia uma atmosfera agradável.
Invista na lancheira
Quando o filho frequentar a escolinha, é recomendado saber o que a escola oferece na hora do lanche. Há instituições que investem na alimentação saudável e prezam pela qualidade da merenda. Caso a cantina da escola não siga esses parâmetros, é mais vantajoso a criança levar o lanchinho de casa. Invista da lancheira, com lanches caseiros e mais nutritivos.
Prefira os produtos naturais, evite refrigerantes
Valorize as frutas e os sucos naturais. Além de ser fonte direta de vitaminas, contém fibras e pode ser muito saboroso para a criança. No verão, os sorvetes caseiros são uma ótima pedida para a criançada. Pedir a ajuda da criança na hora de preparar é uma ótima situação para explicar a necessidade da alimentação saudável de maneira simples e divertida.
Valorize a saúde
A relação entre o ato de se alimentar e a vida do indivíduo deve ser esclarecida para a criança o quanto antes. Hábitos adquiridos desde a infância são mais difíceis de serem modificados, por isso é melhor na infância tentar construir a consciência do que é saudável e o que isso implica na vida diária, na prevenção de doenças e na melhor qualidade de vida.
Em caso de dúvidas o pediatra e o nutricionista são os profissionais mais indicados para orientar os pais. É relevante fazer exames preventivos em relação a taxas, como de açúcar e colesterol, por exemplo. Não deixe de procurar no seu plano de saúde os exames preventivos e mantenha em dia a saúde do seu filho.



Por Roberta Clarissa Leite

segunda-feira, junho 02, 2014

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails